.Quem sou eu??

.Tudo no lugar

. 10º mês(2)

. 11º mês(5)

. 1º mês(5)

. 2º mês(4)

. 3º mês(10)

. 4º mês(4)

. 5º mês(9)

. 6º mês(6)

. 7º mês(1)

. 8º mês(1)

. 9º mês(1)

. férias(1)

. geografia(7)

. grávida da joana(94)

. nascimento da joana(4)

. receitas(12)

. todas as tags

.Links

.Quem me visita

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

.Arquivo

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.Visitantes

online
   
blogs SAPO

.subscrever feeds

.Os meus Miminhos

Lilypie 2nd Birthday Ticker
Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2008

7º Consulta

Ontem foi o dia de mais uma consulta na CUF. Tivemos sorte porque nem tivemos que esperar muito.

Na enfermeira correu tudo bem, peso - 61Kg , tensão baixa (mas sem problemas), análise da urina tudo negativo. Aproveitamos para esclarecer algumas duvidas sobre a amamentação com a enfermeira, que é muito simpática por sinal.

O pior foi na consulta com a minha médica. Com a menina está tudo bem, o coração bate bem forte. Mas quando nos perguntou se estávamos a fazer o curso de preparação para o parto, o "caldo ficou entornado", não gostou nada de saber que quem está a dar o curso é uma Doula, acha que não qualificação apropriada, e tem medo que ela me meta ideias erradas sobre o parto na cabeça. Ela disse que as Doulas são Bruxas. A médica ficou tão passada que até me passou uma declaração para eu entregar no sítio onde estou a fazer o curso, a dizer que não posso assistir mais as aulas porque me são prejudiciais, que é para ver se me devolvem o dinheiro que já paguei.

Quando cheguei a casa fiquei uma pilha de nervos e até chorei, porque o pior de tudo é ter que ouvir as criticas do meu marido, ele que já não tinha vontade nenhuma de ir às aulas.

Mas eu estou decidida, vou continuar com o curso. Já paguei, é uma coisa que sempre queria fazer, desde do inicio da gravidez, eu estou a gostar, e acima de tudo não sou nenhuma tontinha que me deixo influênciar por tudo o que me dizem no curso.

 Só me arranjam PROBLEMAS 

Tudo no lugar:
Publicado por Anocas às 17:51
Link do post | Adicionar aos favoritos
2 comentários:
De Sandrinha a 7 de Fevereiro de 2008 às 15:12
Desde que fui mãe fiquei viciada em baby blogs e costumo visitar o teu e tenho acompanhado a maneira apaxionada com que estás à espera da tua joana (a minha tb é joana, talvez por isso me tenha interessado ainda mais). Devo-te dizer que tb fui acompanhada por uma doula na preparação para o parto. e posso-te assegurar que a experiência foi: FORMIDÁVEL. Vou contar-te a minha história:
Tive uma gravidez normal, desejada, aos meus 28 anos, primeiro filho, (uma menina). Não tive qualquer problema físico, apenas muitas "neuras" e dúvidas que devem ser comuns a todas mamãs e uma em especial que era o pânico da hora do parto, referi durante anos a fio que iria ser mãe por cesariana pois o meu medo não me deixava pensar de outra forma.
Tenho o privilégio de trabalhar com uma doula que com muita calma e foi fazendo ver que as coisas não eram como eu pensava, ensinou-me a "olhar para dentro" (como tantas vezes ela referiu), ensinou-me a ter confiança em mim, em perceber que o meu corpo estava preparado para parto, sem ela, acredito que nada tivesse sido como acabou por ser: às 37 semanas foi diagnosticado diabetes gestacional e ecograficamente a Joana estava acima do percentil 75 e já com 3600kg, ainda me lembro das palavras da médica "este parto é para induzir às 40 semanas" entrei novamente em pânico, sabia que a indução era muito mais dolorosa.

Felizmente (e com ajuda do meu anjo da guarda como ainda lhe chamo, com os truques de "induções naturais-3 hots") entrei em trabalho de parto espontaneamente. Acordei no dia 4/5/2007 com contracções de 5 em 5 minutos, mas não quis para o hospital sem ter dilatação, assim, durante o dia fui falando com o meu anjo da guarda, que me aconselhou a manter-me activa, caminhar e seguir com o meu dia "normalmente", a respirar e a ir experimentando as posições que me tinha ensinado nas conversas que tínhamos tido nas semanas anteriores, assim o fiz, o dia correu lindamente! Quando a noite chegou as dores começaram a ser mais intensas e menos espaçadas, às duas da manhã achei que estava na hora de ir ao hospital e assim o fiz.
Quando cheguei ao Garcia de Orta, a enfermeira disse-me que estava com 5 dedos de dilatação - metade já estava feito, e não tinha custado nada!! Tudo perfeitamente suportável, estava no chamado ponto de não retorno que o meu anjo me havia falado nos dias anteriores!
Entrei no bloco de partos por volta das 3 da manhã, pedi a epidural porque sempre pensei que as dores se tornassem bem mais fortes (nunca pensei que fossem "só" aquelas dores), apanhei a epidural às 4 e meia da manhã, o João (meu marido) esteve sempre comigo! Por volta das 5:45 fizeram-me o toque e não queriam acreditar…a Joana estava para nascer !! dilatação completa!! Comecei a ter vontade de fazer força, e a enfermeira mandou-me começar a fazer…naqueles momentos tentei lembrar-me de como ela me tinha ensinado…de como era a força…fiz dessa maneira…recordo-me das palavras da enfermeira:"Isto vai ser um instante, ela sabe como fazer força..nem parece o primeiro filho" e assim foi, às 6 e 16 da manhã nasceu o meu tesouro com 2800 e linda de morrer!!
Pela minha experiência, aconselho a todas as mulheres que estão grávidas a que tenham um acompanhamento de uma Doula. A minha experiência foi mesmo muito positiva e sei que lhe devo muito!
Sempre que me lembrar do meu Parto vou-me lembrar dela, de como me ajudou em todos os momentos, de como o seu olhar era cheio de cumplicidade e especialmente a paixão com que ela vive o Parto e a Maternidade!
Além disso,normalmente são pessoas de uma sensibilidade e inteligência admiráveis pois estão presente num momento tão marcante como é o Parto sem nunca se impor quase não nos damos dela….e….está sempre lá !!!!
A tua médica chama-a de bruxa eu chamo-a de anjo, acho que a comunidade médica não está preparada paras perguntas "incómodas" que certas mães mais conhecedoras, masi atenatas possam fazer. Cabe-nos a nós mudar isso!!
Continua com a tua doula, vais ver que vai correr tudo bem, no meu caso posso.-te jurar que nem um ai dei...e porquê? pq sabia que naquela altura o meu corpo estava preparado para o que ia acontecer...e eu tb !!!!
De Sofia a 29 de Fevereiro de 2008 às 12:45
desculpa a invasão.
só mentes ignorantes chamam bruxas ás doulas.
as Doulas apenas ensinam e defendem o parto natural, sem medicação, ou com o minimo, e sem muita intervenção medica. Nem elas criticam qd uma mãe pede epidural ou quando o parto tem k ser mais medicado!
a Enf. que me fez o PPP n é Doula, mas defende os mesmos parametros k as Doulas. e aprendi imenso, foi por causa dela que o meu parto foi mais facil!
mas acima de tudo, o teu coração de mãe dir-te-a o k esta certo ou não!
boa sorte e uma horinha pequenina!
beijinhos,
Sofia e Sara

Comentar post